REVISTA ELETRÔNICA

A antropologia visual vem discutindo o quanto a narrativa da visualidade fornece muito mais do que dados, pois ela é parte integrante do nosso entendimento. As imagens são consideradas artefatos culturais e tais como os textos, contribuem para uma melhor comunicação intercultural. Além disso, extrapolam o que é transmitido apenas no plano linguístico. Estudos antropológicos, através do uso de imagens fotográficas e fílmicas possibilitam dar suporte à produção de material artístico, didático, científico e outros referentes à história social e cultural de diversos grupos sociais.


Denise Machado Cardoso - Coordenadora do grupo VISAGEM / UFPA


Visualizar Edição


REVISTA ELETRÔNICA

A antropologia visual vem discutindo o quanto a narrativa da visualidade fornece muito mais do que dados, pois ela é parte integrante do nosso entendimento. As imagens são consideradas artefatos culturais e tais como os textos, contribuem para uma melhor comunicação intercultural. Além disso, extrapolam o que é transmitido apenas no plano linguístico. Estudos antropológicos, através do uso de imagens fotográficas e fílmicas possibilitam dar suporte à produção de material artístico, didático, científico e outros referentes à história social e cultural de diversos grupos sociais.


Denise Machado Cardoso - Coordenadora do grupo VISAGEM / UFPA


Visualizar Edição




Nossa Revista

A Revista Eletrônica Visagem é um dos resultados das ações do grupo de pesquisa de mesmo nome, ambos são de iniciativa de alunos e alunas do Programa de Pós Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Pará - PPGSA/UFPA- coordenados pela profa. Dra. Denise Machado Cardoso.

O termo Visagem deriva da língua francesa: visage, e indica a face, o rosto, a expressão ou o semblante. Na Amazônia, a aparição de visagens é uma característica cultural oriunda de grupos sociais denominados caboclos e estes se referem ao amálgama de traços culturais indígenas e ibéricos, somados às condições ambientais inerentes aos ecossistemas amazônicos. Assim, ver uma visagem é algo relacionado à figura humana, mas relacionada às aparições fantasmagóricas ou encantadas.

A revista tem como objetivo publicar trabalhos de pesquisa de estudantes e pesquisadores(as) que envolvam a Antropologia Visual como metodologia, além de incentivar a produção, debate e pesquisa dentro desta área, enriquecendo tais discussões e buscando incentivar novos estudos, principalmente no que diz respeito à Amazônia.









Corpo Editorial



Denise Machado Cardoso

Carmem Izabel Rodrigues

Alessandro Ricardo Campos

Leila Leite

Milton Ribeiro

Socorro Amoras

Tharyn Batalha

Lorena Costa

Carla Marinho




ESCOPO E POLÍTICA EDITORIAL

A Revista Eletrônica Visagem é uma publicação semestral dedicada a divulgar trabalhos que versem sobre estudos e pesquisas antropológicas através do uso de imagens fotográficas e fílmicas que possibilitem dar suporte à produção de material artístico, didático, científico e outros referentes à história social e cultural de diversos grupos sociais, preferencialmente na região amazônica, além de fomentar o desenvolvimento metodológico e teórico da antropologia visual na pesquisa.

1. Todas as contribuições serão submetidas à avaliação da comissão editorial, que levará em conta tanto a adequação ao perfil e à linha editorial da revista quanto o conteúdo e a qualidade dos trabalhos; no caso de Artigos, Ensaios ou Resenhas a relevância para a publicação também será avaliada por pareceristas da área do trabalho. Entretanto, em caráter excepcional, podem ser convidados a contribuir para a revista, autores que tenham notório reconhecimento entre seus pares quanto ao domínio do tema em pauta.

2. A Revista Eletrônica Visagem publicará preferencialmente trabalhos redigidos em português; contudo, também serão aceitas contribuições em espanhol, francês e inglês, mas a publicação condicionada à possibilidade de tradução do trabalho.

3. A remessa espontânea de qualquer colaboração inédita em periódicos implica automaticamente a cessão de direitos autorais (reprodução/divulgação) à Revista Eletrônica Visagem, assim autorizada a publicá-la. Reservados os direitos da revista, fica autorizada a reprodução posterior desses trabalhos, sob a condição de que seja mencionada a publicação original na Revista Eletrônica Visagem, inclusive em caso de tradução.

4. Conceitos e opiniões expressos nos trabalhos publicados são de responsabilidade exclusiva dos autores, não refletindo obrigatoriamente a opinião da Comissão Editorial.

CRITÉRIOS GERAIS

A revista aceita contribuições nos seguintes formatos: artigos, ensaios, resenhas, vídeos, fotoetnografrias e entrevistas.
Os trabalhos e textos devem estar digitados em página A4, fonte Times New Roman, corpo 12, espaçamento 1,5 cm, com margens esquerda/direita 2,5 cm, cabeçalho/rodapé 3 cm, em formato Microsoft Word (.doc ou .docx) e também em formato PDF. As citações, figuras, anexos, referências bibliográficas e notas devem estar enquadrados pelo padrão de normas da ABNT NBR 10520.

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS

Os Artigos e Ensaios devem ser inéditos (em periódicos) e não estar sendo avaliado para publicação por outra revista (neste caso, deve-se justificar em um comentário em forma de texto à Equipe Editorial), indicar título, resumo entre 100 e 150 palavras e 5 palavras-chave (separadas por ponto e vírgula) em português e inglês, identificando seu conteúdo. Limite máximo de 10.000 palavras, já incluídas as referências.
Resenhas de livros serão aceitas para a publicação na Visagem de obras publicadas preferencialmente em português, mas também serão aceitos em outras línguas (espanhol, inglês e francês), desde que tratem da temática Antropologia Visual e afins. Estas devem indicar a referência bibliográfica do livro resenhado, não deve ultrapassar 3.000 palavras. Lembramos que resenhas que excedam esse limite não serão publicadas.
A seção Relatos Etnográficos receberá trabalhos inéditos (em periódicos), deve indicar título e não ultrapassar 4.000 palavras.
Os artigos e ensaios que estiverem dentro das normas citadas acima será enviado para dois pareceristas da área, os quais emitirão seus pareceres. Quanto ao resultado, este poderá ser:

• DEFERIDO (dois pareceres favoráveis à publicação sem modificações);

• DEFERIDO COM MODIFICAÇÕES SIMPLES (dois pareceres favoráveis à publicação desde que sejam feitas alterações simples, que serão sugeridas pelos pareceristas);

• DEFERIDO COM MODIFICAÇÕES SUBSTANTIVAS (dois pareceres favoráveis a publicação desde que feita profundas alterações no trabalho, que serão sugeridas pelos pareceristas);

• INFEDERIDO (dois pareceres desfavoráveis à publicação). Caso exista um parecer indicando DEFERIDO e outro INDEFERIDO, a comissão enviará o trabalho para um terceiro parecerista da área.

Serão aceitas Entrevistas quando seguirem as seguintes especificações: não ultrapassar 5.000 palavras, devem apresentar o nome do(a) entrevistado(a) e entrevistador(a), devem trazer também uma apresentação de, no máximo, 400 palavras. Solicitamos também o envio da autorização do(s) entrevistado(s), concordando com a publicação do trabalho. Será a Equipe Editorial da Revista Visagem que realizará a avaliação da entrevista, tendo como critério a relevância dos assuntos abordados e sua pertinência na edição.
Ensaios Fotográficos: Os trabalhos devem indicar título, em português e inglês, e nomes dos(as) autores(as). Devem trazer também uma apresentação de, no máximo 400 palavras, acerca da pesquisa, sem extrapolar o limite de 20 imagens, em resolução a partir de 300 dpi, acompanhadas da indicação do(a) autor(a) e do ano. Legendas são opcionais. Solicitamos também as devidas autorizações de uso (modelo próprio), incluindo a possível publicação de uma das fotos na capa da revista.
A seção de Vídeos apresentará vídeos ou filmes etnográficos sem limite de tempo de exibição. Para envio do filme para submissão será necessário:

• Informar o link do vídeo/filme já publicado na internet (como youtube ou vimeo, por exemplo);

• Informar os nomes dos (as) Diretores (as), ano, formato e duração;

• Caso o áudio do vídeo/filme não esteja em português, deverá obrigatoriamente possuir legendas neste idioma;

• Enviar um comentário escrito sobre o vídeo/filme (no formato doc ou docx) com no máximo 200 palavras;

• Enviar devidamente preenchida e assinada a “Declaração de Direito Autoral”, conforme modelo fornecido pela Visagem.

ENVIANDO OS TRABALHOS

O envio de qualquer trabalho para submissão será feito unicamente pelo e-mail: revistavisagem@ufpa.br
Deverá ser enviada uma única mensagem via e-mail sob o título: “Trabalho para submissão”, e em arquivos anexados separadamente:

• Um texto (em formato .doc ou .docx) fazendo uma apresentação pessoal do(s) autor (es) à Equipe Editorial da revista (máximo de 300 palavras), com suas filiações institucionais e endereços completos para contato, Currículo Lattes e e-mail;

• O trabalho a ser submetido seguindo cuidadosamente as normas informadas para cada tipo de trabalho (artigos, ensaios, resenhas, vídeos, ensaios fotográficos, relatos etnográficos e entrevistas);

• A Declaração de Direito Autoral devidamente preenchida e assinada (modelo próprio da revista);

Declaração de Direito Autoral

Eu, (nome do (a) autor (a)).
Autorizo a Revista Eletrônica Visagem – Antropologia Visual e da Imagem a publicar o trabalho “Título do Trabalho” (artigos, ensaios, resenhas, vídeos, ensaios fotográficos, relatos etnográficos e entrevistas) de minha autoria/responsabilidade, assim como me responsabilizo pelo uso das imagens, caso seja aceito para a publicação, bem como possível imagem para capa da edição.
Concordo a presente declaração como expressão absoluta da verdade e me responsabilizo integralmente, em meu nome e de eventuais co-autores, pelomaterial apresentado. Atesto o ineditismo em periódicos do trabalho enviado.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.


[Visualizar PDF]






Conselho Editorial



Anaíza Vergolino Silva - UFPA/IHGPA
Angelica Motta Maués - PPGSA/UFPA
Clarice Peixoto – PPCIS/UERJ
Cornélia Eckert – PPGAS/UFRGS
Edna Alencar – PPGSA/UFPA
Eloísa Martín - PPGSA/UFRJ
Eneida Assis – PPGSA/UFPA
Etienne Samain – UNICAMP
Fabiana Pereira - PPGA/UFPE
Fabiano Gontijo – PPGA/UFPA
Gilmar Santana - PPGCS/UFRN
Greilson Lima- PPGA/UFPE
Heraldo Maués – PPGSA/UFPA
Itamar Nobre - PPGEM/UFRN
Jean Segata – UFRN
Katia Mendonça – PPGSA/UFPA
Larissa Pelúcio – FAAC/UNESP
Ligia Simonian – NAEA/UFPA
Lizabete Coradini – PPGCS/UFRN
Lourdes Gonçalves Furtado - PPGSA/UFPA
Luiz Eduardo Robinson Achutti - UFRGS
Luis Felipe Hirano – UFG
Mauricio Costa – PPGSA/UFPA
Marilu Campelo – GEAM/UFPA
Massimo Canevacci – USP
Marcelo Eduardo Leite – UFCA
Mônica Conrado – PPGSA/UFPA
Renato Athias - PPGA-UFPE
Ricardo Campos – Universidade Aberta/Portugal
Richard Parker - Columbia University
Rodrigo Corrêa Peixoto - PPGSA/UFPA
Rosana Pinheiro-Machado – University of Oxford/Inglaterra
Rose Hikiji – GRAVI/USP
Selda Vale – NAVI/UFAM
Taíssa de Luca - GERMAA/UEPA
Vagner da Silva – CERNe/USP
Voyner Cañete - PPGSA/UFPA
Wilma Leitão – UFPA




Chamada de trabalhos – Vol. 4 N. 1, janeiro/julho 2018


10 de janeiro a 20 de maio de 2018


www.ppgcs.ufpa.br/revistavisagem
revistavisagem@ufpa.br


Dossiê: "Gêneros, Sexualidades, Antropologia Visual e Imagens"

Os Estudos sobre Gênero, sexualidade, Antropologia Visual e imagens têm dinamizado debates, reflexões e produções realizadas por pesquisadores destas áreas e outras – Sociologia, História, Psicologia, Geografia e Educação, por exemplo. Nesta perspectiva, têm oportunizado múltiplos olhares  de articulações profícuas. Ainda, diante do cenário político dos dias atuais, acreditamos que se seja importante e urgente que tais temáticas estejam presentes e acessíveis em nossos cotidianos, ou seja, que ultrapassem os muros que nos separam da comunidade não acadêmica.

Logo, o dossiê “Gênero, Sexualidade, Antropologia Visual e Imagens” busca oportunizar espaço para que estudiosos e pesquisadores possam divulgar suas pesquisas e possibilitar aos leitores novas perspectivas e olhares sobre sua própria condição enquanto sujeitos sociais, afinal de contas quem nunca teve um fragmento de memória ‘acionado’ ao se deparar com uma narrativa visual ou fílmica?  

Organizadores:

Carla Marinho

Leila Leite

Camilo Darsie


°

Dossier: "Género, Sexualidad, Antropología Visual e Imágenes"

Los estudios de género, sexualidades, antropología visual e imagética han ensejado debates, reflexiones y producciones junto a nuestros pares y áreas afines - Sociología, Historia, Psicología y Educación - lo que ha resultado en múltiples miradas, el diálogo es provechoso. Sin embargo, ante el escenario político creemos que se haga demasiado importante y urgente que tales temáticas estén presentes y accesibles en nuestros debates, o sea, transpongan los muros que nos separan de la comunidad no académica. Por lo tanto, el dossier "Géneros, Sexualidades, Antropología Visual e Imágenes" busca oportunizar espacio para que investigadores y estudiosos puedan no sólo divulgar sus investigaciones, sino también posibilitar a los lectores nuevas perspectivas y miradas sobre su propia condición como sujetos sociales. ¿Después de todo, quienes nunca tuvo un fragmento de memoria 'accionado' al encontrarse con una narrativa visual o fílmica?

°

Dossier: "Gender, Sexuality, Visual Anthropology and Images"

Studies abouy Gender, Sexuality, Visual Anthropology and Images have stimulated discussions, reflections and productions made by researchers from these areas and others - Sociology, History, Psychology, Geography and Education, for example. In this perspective, they have given multiple ways to think about that theme. Still, in view of the current political scenario, we believe that it is important and urgent that discussions be present and accessible in our daily lives. That needs to go out of the walls between the researches and the non-academic community.

Therefore, the "Gender, Sexuality, Visual Anthropology and Images" dossier will be a opportunity to the scholars and researchers to disseminate their ideas and show to the readers new perspectives on their own condition as social subjects, after all who never had a fragment of 'triggered' memory when encountering a visual or film narrative?

°

Dossier: "Genres, Sexualités, Anthropologie visuelle et Images"

Des études sur le genre, la sexualité, l'anthropologie visuelle et les images ont stimulé des discussions, des réflexions et des productions réalisées par des chercheurs de ces domaines et d'autres - par exemple, sociologie, histoire, psychologie, géographie et éducation. Dans cette perspective, ils ont donné plusieurs façons de penser à ce thème. Cependant, compte tenu du scénario politique actuel, nous croyons qu'il est important et urgent que les discussions soient présentes et accessibles dans notre vie quotidienne. Cela doit sortir des murs entre les chercheurs et la communauté non-académique.

Par conséquent, le dossier "Genre, Sexualité, Anthropologie visuelle et Images" sera l'occasion pour les chercheurs et les chercheurs de diffuser leurs idées et de montrer aux lecteurs de nouvelles perspectives sur leur propre condition en tant que sujets sociaux, après tout ‘déclenché’ la mémoire lors de la rencontre d'un récit visuel ou film?

°

A Revista Eletrônica Visagem em Antropologia Visual e da Imagem é uma realização do VISAGEM – Grupo de Estudos e Pesquisa em Antropologia Visual e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da Universidade Federal do Pará. E tem como objetivo principal a divulgação acadêmica de resultados de pesquisa, ensino, extensão e artístico na Região Amazônica e no Brasil.

Das Seções

Nossa revista conta com oito seções direcionadas ao debate ético, metodológico e epistemológico na área da Antropologia Social e Visual, com a publicação de material de pesquisa de campo, arquivística, museológica, historiográfica e/ou documental; sendo as visualidades a porta de entrada e saída das discussões propostas. Assim, recomendamos que para o envio de propostas xs autorxs atentem para as seguintes recomendações:

  • A seção “Artigos” visa receber trabalhos de autores brasileiros ou estrangeiros, em português, inglês, espanhol e francês (condicionados a responsabilidade do autor quanto à correção linguística do trabalho, bem como a obrigatoriedade do resumo vir em inglês, espanhol e português). A seleção dos artigos enviados toma como referência sua contribuição à discussão antropológica, e áreas afins, e à linha editorial da revista. Serão requisitos fundamentais a originalidade do tema, o rigor e a consistência da abordagem teórico-metodológica.

  • A seção “Ensaios Fotográficos” continua recebendo contribuições de antropólogos e pesquisadores, que utilizam a fotografia como instrumento de investigação social.

  • A seção “Vídeos” recebe produções audiovisuais derivadas de inserção acadêmica, política, militante e midiática que reflitam sobre as alteridades em vários níveis representacionais, relacionados ao tema da edição.

  • A seção “Ensaios” viceja as contribuições de pesquisadorxs, artistas e mediadorxs culturais sobre a (re)produção, (re)criação, (re)construção, (re)interpretação etc., de percepções, ambientes, sistemas e estruturas no campo da Antropologia Visual e da Imagem.

  • A seção “Entrevistas” pretende receber diálogos com professorxs e pesquisadorxs reconhecidxs na área das ciências Sociais, assim como, de produtorxs, diretorxs, criadorxs de audiovisuais etnográficos.

  • A seção “Experiências Etnográficas” foi criada para congregar trabalhos de graduandxs e graduadxs, e excepcionalmente de pós-graduandxs, que relatem suas experiências de campo e/ou etnográficas nas Ciências Sociais e áreas afins, priorizando ou não a produção com visualidades.

  • A seção “Resenhas” priorizará textos sobre livros, catálogos, filmes, documentários, produções audiovisuais, curta-média-longa-metragens, de preferência recentes, que tenham ou possibilitem diálogo com o saber-fazer em questão.

  • A seção “Memórias” será dedicada à história da Antropologia na Amazônia, com o objetivo de restaurar imagens, iconografias, documentos ou quaisquer lembranças que ajudem-nos a construir a memória desta ciência na Região Norte.

Importante: todas as contribuições deverão ser enviadas para o e-mail revistavisagem@ufpa.br com cópia para michel.rms88@gmail.com, lotamyres.19@gmail.com e etmart@gmail.com

Equipe Editorial

Denise Cardoso

Carmem Izabel Rodrigues

Alessandro Ricardo Campos

Leila Leite

Mílton Ribeiro

Socorro Amoras

Tharyn Batalha










Edição V2.n2

Edição V2.n1

Edição V1.n2

Edição V1.n1







Indexadores


Latindex

Sumários.org





Universidade Federal do Pará - UFPA.
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antroplogia-PPGSA.
Cidade Universitária Prof. José da Silveira Netto.
Rua Augusto Correia, no. 01, CEP: 66075-110 Belém-Pará-Brasil.
55-91-3201-8024 / 98159-0045 / 98864 9072
revistavisagem@ufpa.br

Visagem PPGSA LAANF IFCH UFPA